Blog Pergunte ao Dermatologista alerta sobre perigos de unhas em acrigel

Após a divulgação do caso de uma moradora de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, que perdeu a ponta de um dedo depois de realizar um procedimento de manutenção de unhas em acrigel, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) elaborou um guia que oferece orientações importantes sobre o procedimento.

De acordo com a SBD, é indicado consultar um médico dermatologista antes de realizar o procedimento. O profissional será capaz de identificar se a pessoa que deseja fazer o alongamento tem algum fator de risco a ser observado ou que dificulte a utilização da técnica.

Quem deve evitar a aplicação

Os médicos dermatologistas não recomendam o uso de unhas em acrigel para pessoas com a pele sensível, alérgicas às substâncias contidas no produto, que tenham psoríase da unha, alguma infecção ou micose. A recomendação vale também para gestantes, pessoas com diabetes, pacientes em tratamento contra o câncer e menores de 16 anos.

Outra orientação é para que a pessoa interessada em fazer o alongamento busque informações junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a situação de regularidade do produto a ser utilizado. Da mesma forma, que esteja atenta à formação do profissional que executará o serviço.

Em caso de desconforto ou alterações na unha, o dermatologista deve ser consultado. Esse cuidado evita situações como o surgimento de doenças que, sem tratamento, podem levar a situações extremas, como a vivida pela moradora de Duque de Caxias.

Fonte: Blog Pergunte ao Dermatologista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.